MODUS OPERANDI DO PT

COMPARE AS INVERDADES ABAIXO DA MATÉRIA PUBLICADA NA REVISTA CARTA CAPITAL, ENCOMENDADA AO COLUNISTA JEAN WYLLYS EM 2013, E A REPRESENTAÇÃO EM 2014 NO MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL. UMA DENÚNCIA ANÔNIMA VAZIA, EXPEDIENTE DAQUELES QUE SE ESGUEIRAM NA SOMBRA DO PARTIDÃO.

     fonte: CONEXÃO JORNALISMO

Acompanhamento processual

 
Grupos

Universidade Veiga de Almeida

Helena Nunes acabou de publicar um comentário no grupo Universidade Veiga de Almeida

 

Mandado de injunção 6135 http://bit.ly/1eMWCyp Gostaria de registrar os meus agradecimentos aos colegas de luta que estão à frente do Brazil No Corrupt. http://mnbdrj.ning.com

  Helena Nunes

 
Avante companheiros, a luta continua pelo fim do exame de ordem,...
 

Helena Nunes, Secretaria de Educação do Estado do Paraná

13/01/2014, segunda-feira



Prezado(a) assinante,

Informamos o lançamento do(s) andamento(s) relacionado(s) ao seguinte processo:
 

 

Matéria: Financiamento Público da Educação e/ou Pesquisa
 
 
Relator: MIN. DIAS TOFFOLI
IMPTE.(S): ASSOCIAÇÃO BRAZIL NO CORRUPT
ADV.(A/S): JORGE GONCALVES DE LIMA
IMPDO.(A/S): CONGRESSO NACIONAL
ADV.(A/S): ADVOGADO-GERAL DA UNIÃO
 

Supremo Tribunal Federal
Praça dos Três Poderes – Brasília-DF – CEP 70175-900

Telefone: (61) 3217.3000

AGORA É AÉCIO

De acordo com o levantamento, Aécio Neves (PSDB) aparece com 49,7% e Dilma Rousseff com 38,4% dos votos totais
Confira os dados da pesquisa http://svmar.es/104ZVQp

imagem não exibida

TSE suspende propaganda de Dilma por "ofensa de caráter pessoal" a Aécio  

Um dia após decidir adotar uma postura mais rígida em relação às propagandas dos candidatos a Presidência da República, o Tribunal Superior El...

 
 
 

Badge

Carregando...

Prefeitura confirma que irmão de Dilma foi assessor

Igor Rousseff foi nomeado para cargo em comissão de assessor especial do gabinete do então prefeito Fernando Pimentel (PT) em 2003

CÓDIGO DE ÉTICA DA ADVOCACIA CARIOCA


Brazil No Corrupt é uma Associação Privada, mantida por Bacharéis em Direito, desde 2011. Se você gosta do nosso trabalho e compartilha dos nossos ideais, clique em Doar, imprima seu boleto com qualquer quantia, pagável em qualquer agência bancária, faça sua doação e ajude a manter este site.

Representam a ong no Brasil

  Distrito Federal Rio Grande do Sul Espirito Santo Santa Catarina Paraná São Paulo Rio de Janeiro Minas Gerais Mato Grosso do Sul Goías Mato Grosso Tocantins Bahia Sergipe Alagoas Pernambuco Paraíba Rio Grande do Norte Ceará Piauí Maranhão Pará Amapá Roraima Amazonas Acre Rondônia

Stats

counter

A tomada do poder : Gramsci e a comunização do Brasil

Introdução e Comentário

por Paul Trog


A
consciência de uma ameaça iminente de tomada comunista no Brasil está crescendo como nós falamos. O artigo de Anatoli Olyinik abaixo é uma das melhores descrições da marca Gramsci do comunismo no trabalho em um país que está se tornando rapidamente uma das nações mais poderosas do mundo. A peça abaixo é muito mais do que uma chamada wake-up para o Brasil. É um grito de guerra que se esforça para mobilizar a determinação dos patriotas desta nação antes das próximas eleições.

Além disso, é um estudo de caso de extraordinária importância para os EUA porque a metodologia comunista sub-reptícia de Gramsci tem sido usado por décadas em nosso país . Um dos seguidores mais eficazes de Gramsci , Saul Alinski, escreveu um livro seminal nos chamados anos 70 - regras para radicais - , que Hilary Clinton elogiou em sua tese de faculdade bem conhecida e freqüentemente citada . Não é por acaso também que Obama ajudou a financiar a Academia Alinsky!

Autor Bent Kjos , em comentários recentes, escreveu o seguinte sobre o trabalho de Alinsky:

Táticas de Alinsky não foram baseada na violência revolucionária de Stalin, mas sobre as estratégias neo-marxistas de Antonio Gramsci, um comunista italiano, contando com GRADUALISMO , infiltração e do processo dialético , em vez de revolução sangrenta .

De Gramsci transformacional marxismo era tão sutil que poucos notaram as mudanças deliberadas. Gramsci despertou a ira de Stalin , sugerindo que o plano revolucionário de Lenin não iria funcionar no Ocidente. Em vez disso, o ataque principal seria em absolutos bíblicos e valores cristãos, que devem ser esmagados como uma força social antes de a nova face do comunismo pode subir e florescer.

Vamos prestar atenção e aprender, antes que seja tarde demais!

A tomada do poder : Gramsci e a comunização do Brasil por Anatoli Oliynik

Em nenhum lugar do mundo o pensamento de Gramsci foi aplicado na forma disciplinada como agora no Brasil, pelo Partido dos Trabalhadores (PT, Partido dos Trabalhadores), como a nomenclatura do governo segue rigorosamente as diretivas transmitidas pelos intelectuais da USP (Universidade de São Paulo ), que executa o Foro de São Paulo e aderir estritamente aos Cadernos do Cárcere de Gramsci. Quem não está familiarizado com as ideologias políticas certamente estar se perguntando: Quem foi Gramsci e qual é a sua relação com o comunismo brasileiro? Antonio Gramsci (1891-1937), pensador político, foi um dos fundadores do Partido Comunista Italiano em 1921, e o primeiro teórico marxista que apresentou a idéia de que a revolução na Europa Ocidental deve divergir em grande parte do curso seguido pelos bolcheviques russos, liderados por Vladimir Illitch Ulianov Lênin (1870-1924) e mais tarde por Iossif Vissirianovitch Djugatchvili Stalin ( 1879-1953 ).

Durante sua prisão na Itália 1926-1935, ele escreveu muitos textos sobre o comunismo, que começou a ser publicada, em parte, na década de 30, e integralmente em 1975, sob o título " Cadernos do Cárcere ". Esta publicação, distribuída em vários continentes, tornou-se o catecismo das esquerdas, que viram nela uma forma muito mais poderosa para alcançar o antigo sonho de estabelecer o totalitarismo, sem a necessidade de derramamento de sangue, como aconteceu na Rússia, China, Cuba, Oriente Europa, Coréia do Norte, Camboja e Vietnã, todos os países que foram vítimas de uma loucura coletiva desencadeada por idiotas ideológicas. Gramsci era da opinião de que o comunismo não deve ser implantado pela força, como na Rússia, mas de forma pacífica, por infiltração sub-reptícia lenta e gradualmente avançando idéias revolucionárias . A estratégia consiste em seguir a letra da lei com ações políticas que são, então, humildemente aceito pelas pessoas , ao mesmo tempo consciência entorpecente e envolvendo a sociedade em um estado de estupor criado por propaganda subliminar, imperceptível para os desavisados, que são, a priori, o grande maioria da população. E assim, deslumbrado com as declarações de Gramsci melífluos , a consciência não pode mais reconhecer a atração que acaba de ser ingerido. A originalidade da tese de Gramsci reside na substituição do conceito de " ditadura do proletariado " por " hegemonia do proletariado " e * a conquista de posições ", pelo qual a classe (revolucionária) deve assumir tanto a dominação e liderança. Ele argumentou que cada tomada do poder só pode ser alcançado por alianças, e que a principal tarefa da classe revolucionária deve ser essencialmente político e intelectual.

Dra. Marli Nogueira, juíza do Tribunal do Trabalho, em Brasília, que estuda o assunto, dá a seguinte definição do termo " hegemonia ": " A hegemonia é o esforço para criar um entendimento uniforme de certas questões e certificando-se que a população confia na validade desta ou daquela medida, este ou aquele critério, esta ou aquela 'análise da situação', de modo que após o comunismo tomar o poder, não haverá resistência. Isto deve ser feito, de acordo com os ensinamentos de Gramsci, com base em diretrizes estabelecidas pelo "intelecto coletivo” (o partido ), que se espalha por meio de "intelectuais orgânicos" (ou geradores de opinião), este último composto por intelectuais de todos os tipos, tais como professores - principalmente professores universitários (porque o jovem é um grande terreno fértil para isso), a mídia (jornalistas, literatos de todos os tipos) e editores (autores que partilham os mesmos pontos de vista políticos), que são, então, responsável pela divulgação do material para a população.

Em relação à "conquista de posições ", isso pode ser claramente testemunhado na nomeação de mais de 20 mil pessoas em cargos de confiança pelo PT em todo o território brasileiro, onde os detentores de cargos, militantes congênitos, têm a missão de fazer a " hegemonia" acontecer.

De acordo com Gramsci, o objetivo principal da luta pela mudança é conquistar, um após outro, todos os instrumentos de difusão ideológica (escolas, universidades, editoras, meios de comunicação social, artistas, sindicatos, etc.). Uma vez que os principais confrontos é tomar, colocar, na esfera cultural e não nas fábricas ou nas ruas ou nos quartéis. O proletariado precisa transformar-se em uma força cultural e um poder político dentro de um sistema de alianças, antes de atrever-se a atacar o poder do Estado burguês. E o partido deve adaptar sua tática a esses preceitos , sem medo da opinião de que eles não estão sendo revolucionário.

Tudo isso não é compreendido pelo povo brasileiro, porque suas mentes foram anestesiada pelo governo revolucionário que está no poder. Assim, Gramsci abandonou a teoria marxista geralmente aceite de uma crise catastrófica que permitiria, como um relâmpago, a intervenção bem-sucedida de uma vanguarda revolucionária organizada. Em outras palavras, uma intervenção do Partido. Para ele, nem a mais severa recessão do capitalismo, nem qualquer outra crise econômica levaria à revolução, sem uma preparação ideológica adequada antecedência.

Este é exatamente o que está acontecendo no momento aqui no Brasil : a preparação ideológica. E pelo jeito, ele já está em um estágio muito avançado .. Segundo a Dra. Marli Nogueira "Depois de superar as crenças que esta mesma sociedade costumava ter sobre várias questões equivale a que Gramsci denominou como "a superação do senso comum", que é nada menos do que a conquista da hegemonia do pensamento. Cada um de nós se tornou portanto, um ventríloquo repetindo impensadamente, as opiniões que vêm prontas, cozido no forno ideológico comunista. E quando chega a hora de dizer - agora estamos prontos para ser uma "democracia" real (que na verdade nada mais é do que a ditadura Partido) também vamos aceitar qualquer medida que leva nessa direção, se é a demolição de instituições, ou a abolição da propriedade privada. Mesmo no final do próprio conceito de democracia como temos entendido até agora, confiando que será mais normal para este "retorno à democracia" a ser instituída por decretos, leis ou reformas constitucionais ".

Lenin argumentou que a revolução deveria começar pela primeira tomando conta do Estado, e, o que foi alcançado, para transformar a sociedade .. Gramsci inverteu essa teoria : a revolução deveria começar pela transformação da sociedade, privando a classe dominante do controle sobre a "sociedade civil" e, só então, atacar o poder do Estado-Nação. Sem esta primeira "revolução da mente e do espírito" qualquer vitória comunista seria efêmero .. Portanto, Gramsci definiu a sociedade como "um complexo sistema de relações ideais e culturais" onde a batalha deve ser combatido em termos de religiosas, filosóficas, científicas, idéias artísticas e assim por diante . Por esta razão, o caminho para o socialismo proposto por Gramsci não é feita com os proletários de Marx e Lenin, ou os camponeses de Mao Tse Tung, mas realizados pelos intelectuais, a classe média, os alunos, através da cultura, da educação e das efeito multiplicador das instituições sociais. Um deve se esforçar para mudar a mentalidade do outro por meio de métodos persuasivos, sugestivos ou por meio de coação, ao desviar sua adesão ao sistema tradicional de valores morais e implantar os valores da ideologia comunista. Fidel Castro, é claro, foi o último dinossauro a adotar os métodos de Lênin. Pode-se dizer que Fidel é o último dos moicanos para trás, se considerarmos que seus discípulos Lula, Morales, Kirchner, Vasquez e Zapatero, estão aplicando, com sucesso, as teses dos Cadernos do Cárcere, de Antonio Gramsci

Chávez, o troglodita venezuelano, optou pela força bruta e fraudes eleitorais. No Brasil, o MST e a Via Campesina, são mantidos ativos como garantia, no caso de se optar pela revolução sangrenta que é a estratégia leninista.

Todos os valores que a civilização ocidental construiu ao longo de milênios vêm sendo sistematicamente derrubados, sob o olhar complacente de todo o Brasil, que em uma inocência infantil, seja o resultado de uma fraqueza deliberada de educação ou por ignorância da verdadeira intenção da esquerda, nem sequer percebem que é a sobrevivência da própria sociedade que está sendo destruída. Uma vez que estes valores estão perdidos, não há espaço até mesmo para a indignação que, em outros tempos poderia brotar instantaneamente do simples fato de a consciência dos acontecimentos recentes, como a corrupção chocante em todos os níveis do Estado. O entorpecimento da razão humana, sendo, consequentemente, a distância entre governantes e governados, já atingiu um nível tal, que tornou-se extremamente difícil, se não impossível, para detectar qualquer tipo de reação das pessoas . Tendo em conta que os responsáveis ??pela sua defesa - imprensa, associações civis, empresas, clero, entre outros - são totalmente dominado pelo governo gramsciano que há anos tem governado o país. O resultado não poderia ser outro : a absoluta impossibilidade de defender o povo brasileiro .. Para eles, não há alternativa de esquerda, mas para assistir, impotente e inerte, os abusos e os excessos daqueles que, por dever profissional, deve protegê-los.

A verdade é que os velhos métodos de implementar o socialismo e o comunismo foram finalmente enterrados.

Um novo paradigma está sendo adotado, cuja força avassaladora está sendo esquecido, e o que é pior, não é percebida pelo povo brasileiro. O Brasil está sendo transformado pela esquerda em um laboratório político do pensamento de Gramsci sob a liderança de Lula, um estudante diligente, e a autoridade do Fórum de São Paulo.

Anatoli Oliynik é um administrador e consultor de negócios

Mensagens de blog

A ÉTICA CRISTÃ

Postado por Atahualpa Fernandez em 12 setembro 2014 às 5:25

Comportamento corrupto e pensamento moral

Postado por Atahualpa Fernandez em 18 julho 2014 às 3:22

CORRUPÇÃO PÚBLICA E APATIA SOCIAL

Postado por Atahualpa Fernandez em 18 julho 2014 às 3:21

Corrupção, natureza humana e castigo

Postado por Atahualpa Fernandez em 18 julho 2014 às 3:14

CPI DA PETROBRÁS

Postado por Jainor Ribeiro da Cunha em 27 abril 2014 às 0:30

OAB BOAZINHA

Postado por Jainor Ribeiro da Cunha em 10 março 2014 às 18:30

O GIGANTE NUNCA DORMIU

Postado por Brazil No Corrupt em 9 março 2014 às 1:30

O GLOBO TENTANDO INTIMIDAR OS BRASILEIROS

Postado por Brazil No Corrupt em 9 março 2014 às 1:30

Últimas atividades

Marlon de Carvalho Leao é agora um membro de Brazil No Corrupt
13 horas atrás
alan é agora um membro de Brazil No Corrupt
ontem
Ícone do perfilBrazil No Corrupt agora possui vídeos
sexta-feira
Ícone do perfilBrazil No Corrupt agora possui blogs
sexta-feira
Eutália Morais de Araujo é agora um membro de Brazil No Corrupt
quinta-feira
Ícone do perfilJose e Leila Lopes entraram em Brazil No Corrupt
14 Out
Posts no blog por Brazil No Corrupt
12 Out
Lulza M. Machado Moura Fonseca é agora um membro de Brazil No Corrupt
7 Out
Ícone do perfilPaulo Roberto Padilha Vignolo, felippem, MArcelo Soler e mais 2 pessoas entraram em Brazil No Corrupt
6 Out
Ícone do perfilAline Cassis e Davi Bernardino entraram em Brazil No Corrupt
4 Out
Ícone do perfilJOAO, sergio mauricio de souza fabri e Leonardo entraram em Brazil No Corrupt
3 Out
Júlio César Duarte atualizaram seus perfis
2 Out
Júlio César Duarte compartilhou um perfil em Facebook
2 Out
Ícone do perfilGilberto, Júlio César Duarte e Victor Chicarino entraram em Brazil No Corrupt
2 Out
Ícone do perfilStephanie Trayon, Luiz Benittez e Márcio Moises Rodrigies entraram em Brazil No Corrupt
1 Out
Ícone do perfilIgor, Mauro Mascherpa, Daylton e mais 7 pessoas entraram em Brazil No Corrupt
30 Set

20/10/2014

às 23:14 \ Direto ao Ponto

Terceiro boletim do DataNunes desmente o Datafolha, prova que ‘empate técnico’ quer dizer ‘em cima do muro’ e constata que Aécio continua 10 pontos acima de Dilma

Até recentemente, o Brasil esquecia a cada 15 anos o que havia acontecido nos 15 anos anteriores.O intervalo entre os surtos de amnésia foi dramaticamente reduzido. No caso das pesquisas eleitorais, por exemplo, o país agora esquece a cada 15 dias o que aconteceu faz 15 dias. O afundamento do Datafolha e do Ibope consumado em 5 de outubro mal completou duas semanas. Mas parece mais antigo que o naufrágio do Titanic, informa a credulidade de incontáveis nativos reapresentados a levantamentos estatísticos que prenunciam a reprise do desastre.

A pesquisa divulgada pelo Datafolha nesta segunda-feira é apenas outro chute de longa distância que vai mandar a bola às nuvens ou fazê-la roçar o pau de escanteio. Na sopa de algarismos servida pelo instituto na semana passada, Aécio Neves tinha 51% dos votos válidos e Dilma Rousseff, 49%. Nesta tarde, ela apareceu com 52% e ele com 48%. Quer dizer que a candidata à reeleição ultrapassou o adversário tucano e lidera a corrida? Não necessariamente, previne a margem de erro de 2% (para cima ou para baixo). O que há é um “empate técnico”, expressão que quer dizer “em cima do muro”. Tanto ela quanto ele podem ganhar, descobriram os videntes de acampamento cigano.

Em números absolutos, Dilma teria subido em quatro dias 4 milhões de votos. (Ou 2 milhões, murmura a margem de erro para baixo; ou 6 milhões, grita a margem de erro para cima). Sejam quais forem as reais dimensões da multidão, é gente que não acaba mais. De onde teria saído? Das grutas dos indecisos ou dos porões que abrigam os que pretendem votar em branco é que não foi: segundo o mesmo Datafolha, esse mundaréu de eleitores não aumentou nem encolheu.

Teriam legiões de aecistas resolvido mudar de lado? Pode ser que sim, avisa a margem de erro para cima. Pode ser que não, replica a margem de erro para baixo. A coisa fica mais confusa quando se fecha a lente sobre as quatro regiões em que se divide o mapa nacional. Os dois institutos enxergam Aécio na dianteira em três. Dilma só reina no Nordeste. Seria esse império eleitoral suficientemente poderoso para vencer o resto do Brasil? (“Nem que a vaca tussa”, diria a presidente cujo vocabulário anda tão refinado quanto o figurino).

Os horizontes se turvam de vez com a contemplação isolada das unidades da federação. Sempre segundo as usinas de porcentagens, Aécio já superou Dilma no Rio Grande do Sul, equilibrou a disputa no Rio, assumiu a liderança em Minas Gerais, cresceu extraordinariamente em Pernambuco. Cresceu em praticamente todos os Estados. Mas a soma dos levantamentos estaduais avisa que foi Dilma quem cresceu mais. As alquimias dos ibopes, decididamente, não são acessíveis a cérebros normais.

Para acabar com a lengalenga, e botar ordem no bordel das porcentagens, o DataNunes acaba de divulgar o terceiro boletim sobre o segundo turno. Como se sabe, é o único instituto que, em vez de pesquisas, faz constatações, com margem de erro abaixo de zero e índice de confiança acima de 100%. Como o crescimento de Dilma no Nordeste foi neutralizado pelo avanço de Aécio nas demais regiões, os índices não mudaram: com 55%, o senador do PSDB continua 10 pontos percentuais à frente de Dilma, estacionada em 45%.

A troca de acusações intensificada nos últimos dias nada mudou. Os simpatizantes do PT não ficaram chocados com as agressões verbais de Dilma, nem estranharam o vocabulário de cabaré vagabundo usado por Lula. Sempre foi assim. Os partidários de Aécio, exaustos do bom-mocismo que contribuiu para a derrota de Serra em 2002 e 2010 e para o insucesso de Alckmin em 2006 aplaudiram o desempenho do líder oposicionista. Graças à altivez e à bravura de Aécio, pela primeira vez os vilões do faroeste não conseguiram roubar até a estrela do xerife.

Enfim desafiados publicamente, os campeões da insolência piscaram primeiro. No debate da Record, Dilma escancarou já na entrada do saloon a decisão de fugir do tiroteio verbal que esquentou o confronto no SBT. Compreensivelmente, Aécio resolveu levar a mão ao coldre com menos frequência. Mas a sensatez recomenda que se mantenha na ofensiva. Ele conseguiu transformar-se no porta-voz dos muitos milhões de indignados. Hoje, Aécio Neves representa o Brasil que resiste há 12 anos a um bando para o qual os fins justificam os meios.

No domingo, o país não vai simplesmente optar entre Aécio Neves e Dilma Rousseff. A nação decidirá entre a decência e o crime, a honradez e a corrupção, o Estado de Direito e o autoritarismo bolivariano, os democratas e os liberticidas, a luz e a treva. Mais que o segundo turno da eleição presidencial, vem aí um plebiscito: o PT continua ou cai fora? A primeira opção mantém o país enfurnado na trilha do atraso. A segunda pavimenta a estrada que leva para longe do primitivismo e conduz ao mundo civilizado.

Dilma diz que não é de guerra, mas encara boa briga

© 2014   Criado por Brazil No Corrupt.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço